Como viajar no feriado prolongado pode diminuir o estresse e outros problemas emocionais? | Arita - Treinamento de Inteligência emocional

Como viajar no feriado prolongado pode diminuir o estresse e outros problemas emocionais?

Como viajar no feriado prolongado pode diminuir o estresse e outros problemas emocionais?

Como viajar no feriado prolongado pode diminuir o estresse e outros problemas emocionais?

Todo mundo precisa trabalhar e não tem como fugir disso. Somos condicionados, desde pequenos, a aceitar tal condição. Desenvolvemos nossas vidas com este propósito: ter um bom trabalho, um bom salário e, com isso, alcançarmos o tão sonhado sucesso. Por isso, trabalhamos cada vez mais durante as semanas, meses e anos de nossas vidas adultas. Porém, engana-se quem pensa que devemos somente pensar em trabalho, trabalho e trabalho. De tempos em tempos, é muito recomendado parar um pouco, desacelerar e descansar. Ou melhor dizendo, viajar! Para diminuir o estresse, este é um ótimo remédio.

Isso acontece com todo mundo justamente pela pressão dentro de um ambiente de trabalho ser muito alta. Somos exigidos por resultados dia após dia, projeto após projeto. Tal nível de pressão, com o passar dos anos, pode levar a um quadro de estresse preocupante e que pode impactar em diferentes aspectos da vida, como na saúde. Aumento de peso, queda de cabelos e problemas emocionais podem surgir devido ao excesso de trabalho e pressão.

Por isso, ao decidir viajar em um feriado prolongado, você (só por decidir fazer isso) condiciona seu cérebro a pisar no freio. A expectativa da viagem, daquilo que você irá encontrar, dos passeios que irá realizar e/ou das pessoas que poderá conhecer, gera uma sensação de calma e alívio. Só pensar em passar alguns dias ou semanas sem precisar responder e-mails ou mesmo encarar o trânsito do dia a dia, de casa ao trabalho, já diminui os níveis de estresse.

Além disso, o descanso que uma viagem proporciona é fundamental para que voltemos ao batente mais concentrados e equilibrados. As próprias empresas, principalmente grandes organizações, já perceberam a importância que momentos de lazer têm na vida dos funcionários e nos resultados que estes conseguem gerar assim que voltam de viagens ou férias, por exemplo. Há, inclusive, incentivos para que os colaboradores deem um tempo no trabalho e caiam na estrada.

Viajar no feriado prolongado ajuda a combater problemas emocionais

Quando pensamos em problemas emocionais da sociedade moderna, quase sempre nos lembramos de situações relacionadas à ansiedade. E não está errado pensar assim. A ansiedade é um grave problema emocional que pode, felizmente, ser contornado com a ajuda profissional certa… e também com viagens! Viajar diminui os níveis de ansiedade porque tira a pessoa de uma situação rotineira e aparentemente desmotivadora, que gera apreensão e/ou tira o sono, que gera insatisfação.

Além disso, viajar no feriado prolongado também é muito indicado em casos de depressão, já que a pessoa sai de seu ambiente padrão e pode levar a novas descobertas, seja de novos hábitos ou pessoas. Com isso, pode ocorrer um novo interesse, uma nova motivação a lutar contra a depressão. Viajar amplia os horizontes e pode lançar uma nova perspectiva na vida de quem não enxerga sentido na atual realidade.

Planeje sua viagem para diminuir o estresse

Seja ao viajar sozinho, com a família ou amigos, é fundamental se planejar para viajar no feriado prolongado. Lembre-se: a viagem deve ser um momento de lazer, de alegria. Não dê margens para que problemas tirem você do sério, ou seja, evite ao máximo todas as situações que possam levar a um quadro de estresse. Uma boa dica é organizar em seu smartphone ou mesmo um caderno, numa lista, todos os passeios que pretende fazer e os custos de cada um. Assim você não terá surpresas desagradáveis e custos além do esperado, o que tira qualquer um do sério, não é mesmo?

Outra dica para não se estressar é, na verdade, uma regra: viagem é viagem! Nada de trabalhar remotamente, responder e-mails ou mesmo conversar de trabalho durante a viagem. Evite responder mensagens dos colegas do escritório, afinal o menor dos problemas pode gerar preocupação e estresse. Desligue-se do ambiente corporativo e curta a viagem.

ARTIGOS RELACIONADOS