Como superar a perda do pai na infância e ressignificar a experiência para a minha vida? | Arita - Treinamento de Inteligência emocional

Como superar a perda do pai na infância e ressignificar a experiência para a minha vida?

Como superar a perda do pai na infância e ressignificar a experiência para a minha vida?

Não é nada fácil compreender a perda de um familiar e no caso das crianças que precisam lidar com a perda do pai na infância, o processo de superação é ainda mais complicado

Toda e qualquer tipo de perda familiar é sentida e nem poderia ser diferente, afinal criamos e alimentamos laços profundos com as pessoas que estão ao nosso lado desde os primeiros momentos de vida. Sempre há uma mudança drástica na rotina e comportamento das pessoas que passam por isso, como no caso de crianças que precisam lidar com a perda do pai na infância. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura do post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos. Aproveite também para enviar, no final do texto, suas dúvidas e comentários sobre o tema.

Perda do pai na infância: principais consequências

  • Comportamento: como a maioria das pessoas sabe, uma criança que lida com a perda do pai na infância tem o próprio comportamento modificado. Como uma espécie de mecanismo de defesa combinado com a negação do fato, ao lado de uma eventual não compreensão exata do acontecimento, a criança muda para sempre e o tipo de mudança depende de sua personalidade.
  • Amadurecimento: muitos pesquisadores apontam a figura paterna como um elemento crucial para o “rompimento” de uma relação infantil da pessoa com a figura materna. Neste cenário, o pai atua como um agente que influencia no amadurecimento, já que a mãe é percebida como o porto-seguro de acolhimento / proteção.
  • Sociedade: a criança que lida com a perda do pai, pelo fator apontado no parágrafo anterior, pode ter mais dificuldade de se integrar na sociedade. A mudança no comportamento pode gerar atitudes mais receosas de expor sentimentos ou mesmo buscar novos amigos e trabalhos.

Luto infantil: as fases de quem precisa lidar com a perda do pai

  1. Reconhecimento: mesmo com poucos anos de vida, a criança em algum momento precisará confrontar a realidade, da perda da figura paterna. Normalmente, as crianças têm a tendência de aceitar o ocorrido pouco a pouco.
  2. Sofrimento: quando ocorre a racionalização da perda, o sofrimento é uma fase seguinte. O ideal é que as pessoas próximas estimulem conversas sobre o assunto e coloquem-se à disposição para esclarecimentos e, principalmente, para reconfortar os pequenos.
  3. Lembranças: assim como ocorre com os adultos, após os mais pesados momentos iniciais, a criança passa a relembrar o que viveu com o pai. Memórias afetivas felizes ajudam a superar o luto infantil.

Como a inteligência emocional pode ajudar?

Para adultos e crianças, a inteligência emocional é importantíssima para ajudar em momentos delicados, como para lidar com a perda de um familiar. Isso acontece porque através de treinamentos personalizados é possível analisar profundamente as barreiras emocionais erguidas após traumas deste tipo. E a boa notícia é que você sabe que pode contar com uma empresa que realmente entende do assunto.

A Arita Treinamentos é referência em todo o Brasil quando o assunto é inteligência emocional. Por aqui, você conta com a ajuda profissional de especialistas experientes e que buscam a constante atualização e aperfeiçoamento. Que tal comprovar tudo isso agora mesmo? Fale com o nosso time de atendimento.

Crédito: fizkes / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

ARTIGOS RELACIONADOS