Síndrome de burnout. Conheça as causas e sinais.

Cansaço por excesso de trabalho: conheça as causas e sintomas da síndrome de burnout

Cansaço por excesso de trabalho: conheça as causas e sintomas da síndrome de burnout

Trabalhar além do expediente, assumir muitas responsabilidades, aceitar a pressão por prazos curtos e outros fatores podem levar à síndrome de burnout

Cada vez mais a exigência por resultados acima da média no trabalho e em prazos cada vez mais curtos se torna uma realidade. Nunca a cobrança por performance foi tão alta e, com isso, o cansaço por excesso de trabalho nunca foi tão comum. As consequências do estresse no trabalho podem ser graves e um dos problemas que mais exigem nossa atenção é a síndrome de burnout. Você já ouviu falar? No post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos, apresentamos as causas do problema e como combatê-lo no dia a dia. Continue a leitura!

Síndrome de burnout: conheça aqui as principais causas do problema

Antes de conferirmos as causas do problema, é fundamental conhecermos a definição da síndrome de burnout. Também chamada de esgotamento profissional, é um distúrbio emocional resultante de situações de trabalho desgastantes, principalmente em ambientes onde há muita competitividade, responsabilidades e prazos curtos. Vamos às causas do problema:

  • Competitividade: em grandes empresas, principalmente, a competitividade entre colegas de trabalho é alta e inconscientemente buscamos trabalhar cada vez mais para provarmos nosso valor aos nossos superiores. Como resultado, não são raros os casos de pessoas que trabalham além do horário do expediente, aos finais de semana ou mesmo que desempenham atividades não-relacionadas às suas atribuições.
  • Crescimento na carreira: dependendo do local de trabalho, alcançar uma promoção pode estar relacionada à quantidade de horas trabalhadas. Com isso, as pessoas passam a trabalhar cada vez mais com esse objetivo e sem considerar os impactos para a própria saúde. Com o tempo, o cansaço por excesso de trabalho aparece.
  • Prazos: as datas-limites para conclusão de tarefas também são causas da síndrome do burnout, isso porque a cobrança excessiva, em muitos casos, condiciona a manutenção do emprego da pessoa ao cumprimento de prazos. Em outras palavras, se o indivíduo não aceitar o desafio, pode ser desligado da empresa. Sabendo disso, muitas pessoas duplicam a jornada de trabalho para atender os prazos estabelecidos.

Sinais da síndrome de burnout

  • Alterações no apetite.
  • Alteração nos batimentos cardíacos.
  • Alterações repentinas de humor.
  • Cansaço excessivo, físico e mental.
  • Dificuldades de concentração.
  • Dor de cabeça frequente.
  • Dores musculares.
  • Fadiga.
  • Insônia.
  • Isolamento.
  • Negatividade constante.
  • Pressão alta.
  • Problemas gastrointestinais.
  • Sentimentos de derrota e desesperança.
  • Sentimentos de fracasso e insegurança.
  • Sentimentos de incompetência.

Como combater a síndrome de burnout com a inteligência emocional

O autoconhecimento das emoções é o pontapé inicial para combater a síndrome de burnout. É preciso compreender como as emoções que sente no dia a dia do trabalho estão afetando a sua saúde física e mental. Em outras palavras, como você lida com a competitividade, prazos, responsabilidades e todos os outros fatores que estão levando ao cansaço por excesso de trabalho.

Através de treinamentos de inteligência emocional é possível treinar a mente para receber e reagir positivamente em relação às demandas do trabalho, considerando, entre outros fatores, o seu valor como profissional e a satisfação com o que faz. Quer saber como tudo isso funciona na prática: fale com um dos nossos especialistas!

ARTIGOS RELACIONADOS