Comunicação assertiva. Descubra como desenvolver aqui!

Saiba quais as principais características da comunicação assertiva e como desenvolver

Saiba quais as principais características da comunicação assertiva e como desenvolver

Transparência, diplomacia e empatia são algumas das principais características da comunicação assertiva, tão fundamental nos dias de hoje

Todo mundo precisa se comunicar no dia a dia, e não somente para lidar com as relações pessoais e profissionais, mas para afirmar seu ponto de vista e batalhar honestamente pelos próprios objetivos. Dentro deste cenário, a comunicação assertiva (não confundir com passividade) merece atenção especial. Você já leu ou ouviu falar sobre esse assunto? No post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos, você confere as principais características desta comunicação e também como desenvolvê-la. Continue a leitura!

Comunicação assertiva: veja as principais características e como desenvolver

  • Objetividade: uma pessoa que se comunica de forma assertiva é uma pessoa mais objetiva em relação ao que deseja transmitir, ao que deseja passar para terceiros. É uma pessoa que realmente acredita no que está dizendo e não abre mão da transparência em suas relações. Como resultado, quem está ao redor é estimulado a fazer o mesmo e isso é positivo para qualquer tipo de relacionamento pessoal ou profissional.
  • Pacífico não é passivo: outra característica marcante da comunicação assertiva é buscar relações mais pacíficas, com o mínimo (ou nenhum) conflito. Pessoas com este perfil tentam resolver qualquer tipo de dilema de forma diplomática, sem gerar desconforto. Não confundir com passividade, que ocorre quando um indivíduo aceita qualquer comportamento e circunstância, mesmo que lhe seja prejudicial.
  • Felicidade: é uma característica marcante porque a pessoa assertiva não tem como objetivo encontrar compensações em tudo o que faz, ou seja, não se aproxima de alguém com o pensamento de conseguir algo em troca, nos benefícios que uma determinada ação possa gerar. Com isso, a pessoa desenvolve a própria felicidade sem precisar da “aprovação” de terceiros.
  • Muito mais confiança própria: sim, a autoconfiança também pode entrar na lista de hoje. Quem se comunica assertivamente demonstra muito mais confiança naquilo que acredita, no que está sendo proposto em determinada situação. Uma característica que pode resultar na liderança natural frente a situações mais delicadas.
  • Empatia: por buscar a assertividade na maneira de se comunicar, a pessoa com este perfil também é uma pessoal com mais empatia, ou seja, que sabe se colocar na posição de terceiros e compreende as necessidades de outras pessoas.
  • Flexibilidade: uma comunicação assertiva, como o próprio nome já deixa claro, é uma comunicação que busca a interseção entre as necessidades e objetivos de todas as pessoas envolvidas. O ponto em comum com o foco na resolução de problemas da forma mais pacífica e harmoniosa possível. Justamente por isso, ser uma pessoa mais flexível é fundamental. Tenha a mente a aberta a opiniões e pontos de vista.

Como a inteligência emocional pode ajudar?

Através de treinamentos de inteligência emocional é possível eliminar as barreiras emocionais que impedem ou dificultam a comunicação assertiva. De forma personalizada e adequada à sua realidade, é possível desenvolver tal habilidade de forma natural e duradoura. Quer saber como tudo isso funciona na prática? Fale aqui com um dos nossos especialistas.

ARTIGOS RELACIONADOS