Gatilho emocional da raiva - Veja como controlar!

Gatilho emocional da raiva: em tempos de polarização, o que fazer para evitar discussões?

Gatilho emocional da raiva: em tempos de polarização, o que fazer para evitar discussões?

Ao controlar as próprias emoções no dia a dia, muitas brigas com amigos e familiares podem ser evitadas, mesmo quando os assuntos são polêmicos

Não é de hoje que o Brasil vive uma polarização política em praticamente todos os níveis da sociedade. De Brasília à rotina de milhões de lares brasileiros, as discussões só aumentam a cada ano, principalmente em época de corrida eleitoral quando os nervos estão à flor da pele das pessoas. Justamente por isso, para evitar discussões, é tão importante redobrar a atenção ao gatilho emocional da raiva que pode levar amigos e familiares a brigas feias e, na maioria dos casos, por motivos banais. Continue a leitura no post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos, e confira mais sobre o assunto.

Veja como combater o gatilho emocional da raiva

  • Limpeza emocional: muitos gatilhos emocionais da raiva são relacionados a eventos do passado. Momentos que vivemos e que representam algum tipo de trauma psicológico, como em relação ao término de um namoro, demissão e assim por diante. Tais experiências ficam no inconsciente e são manifestadas de forma explosiva quando reconhecemos ou associamos padrões semelhantes, como um novo término de namoro, uma nova demissão, etc. Logo, é preciso fazer uma “limpeza emocional” para não condicionar o futuro ao passado.
  • Ressignificar: uma boa estratégia para fazer a limpeza emocional é ressignificar os eventos do passado. No caso do término de namoro, por exemplo, que gera um gatilho emocional de raiva sempre que é recordado, o ideal é buscar um novo significado ao ocorrido. Tente, propositalmente, olhar por um novo ângulo para cada momento importante do passado e busque um sentido alternativo para, se possível, estabelecer uma memória mais positiva.
  • Autoconhecimento: sempre falamos de autoconhecimento aqui no blog e nem poderia ser diferente, afinal é uma das mais importantes etapas para quem deseja evitar discussões ao assumir o controle emocional da raiva. Em outras palavras, o autoconhecimento é a habilidade de conhecer os próprios sentimentos.
  • Reconhecimento de padrões: é fundamental observar com atenção os padrões sociais e interpessoais que levam à explosão da raiva, ou seja, perceber quais fatos, palavras ou atitudes estão sempre presentes nos momentos de nervosismo e de brigas. Ao reconhecer tais padrões, com o tempo, você começa a se preparar mentalmente para não cair involuntariamente nas mesmas armadilhas.

O que a inteligência emocional pode fazer?

Através de treinamentos de inteligência emocional é possível treinar a mente e controlar as emoções mais conflitantes, como as que geram o gatilho emocional da raiva durante uma discussão em família, no grupo de amigos ou mesmo no ambiente profissional. A inteligência emocional é uma metodologia eficaz e que gera resultados na prática. Quer saber como tudo isso funciona? Não perca mais tempo: fale com um dos nossos especialistas!

 

ARTIGOS RELACIONADOS